Quanto mais estudamos o mundo vivo, mais nos apercebemos de que a tendência para a associação, para o estabelecimento de vínculos, para cooperar, é uma característica essencial dos organismos vivos.

A plasticidade e flexibilidade internas dos sistemas vivos, dão origem ao princípio da auto-organização. Os dois principais fenômenos dinâmicos da auto-organização são a auto-renovação - a capacidade de renovar e reciclar continuamente seus componentes, sem deixar de manter a integridade de sua estrutura global – e a autotranscendência – a capacidade de se dirigir criativamente para além das fronteiras físicas e mentais nos processos de aprendizagem, desenvolvimento e evolução. Fritjof Capra – “O ponto de mutação”

 

Section is not found